Como deixar de ter medo de água


A aquafobia é o medo irracional e injustificado da água. Muitas pessoas em todo o Mundo têm muito medo de água e elas imaginam-se a perder o controlo no mar ou numa piscina e têm muito medo de morrerem afogadas. Muitas pessoas também associam os mares e os rios a criaturas perigosas e assustadoras e em casos mais extremos um simples banho pode ser suficiente para desencadear um quadro grave de ansiedade.

A aquafobia é, por isso, um problema que vai muito além do medo de nadar e de não conseguir sobreviver no oceano. Esta fobia contempla todas as formas de medo da água, seja em pequenas ou grandes quantidades.

Vamos abordar neste artigo algumas dicas muito interessantes para deixar de ter medo de água!

Encontre a origem do medo

O primeiro passo que deve dar para curar a sua fobia é perceber a origem do seu medo. Tem medo de água desde sempre? Aconteceu alguma coisa na sua infância que despoletou esta fobia? Viu algum filme que o deixou com este receio? Entender de onde é que o seu medo surgiu é a melhor forma de conseguir combate-lo. Se não conseguir ir até à origem do medo sozinho, aconselha-se o acompanhamento médico.

Visualize para se acalmar

Quando estiver com uma crise de ansiedade relacionada com a água, imagine-se a nadar tranquilamente e de forma relaxada numa piscina bonita. Esta técnica pode ajudá-lo a diminuir a ansiedade que sente quando tem que entrar em contacto com a água.

Vá avançando cada vez mais

Se tem medo de água, o mais provável é tomar sempre um duche rápido. Para vencer este medo, deve começar a dar pequenos passos. Por exemplo, de vez em quando deve optar por tomar um banho de banheira relaxante. Encha a banheira de água e relaxe. Isso vai ajudá-lo a sentir-se mais segura na água e aos poucos vai entender que não existe nenhum perigo em estar dentro de água. O próximo passo pode ser uma ida a um SPA, onde estará numa piscina ou numa banheira de hidromassagem.

Aprenda a nadar

Parece pouco lógico dizer a uma pessoa que tem medo de água para ir aprender a nadar, mas garantimos que quando souber nadar corretamente, 90% do seu medo vai desaparecer! Muitas pessoas têm medo de água por não saberem nadar e por terem receio de morrerem afogadas. O melhor que pode fazer é inscrever-se em aulas de natação e enfrentar o medo. Através de um professor especializado, e sempre ao seu ritmo, vai começar por se sentir bem na água, até conseguir andar na piscina sozinha e, por fim, nadar!

Veja imagens de água

Ver documentários sobre mergulhadores é uma boa terapia para perceber que, com as medidas de segurança adequadas, estar na água é perfeitamente seguro! Exponha-se a imagem de pessoas na água pois isso vai ajudá-lo a compreender que se os outros conseguem, você também consegue!

Experimente hipnose

A hipnose é uma terapia muito recomendada para os casos de medo exagerado de água e não têm contraindicações. Durante as sessões de tratamento, o especialista entra no inconsciente do paciente e implanta gatilhos emocionais que ajudarão a eliminar (ou pelo menos a reduzir significativamente) o medo da água. Existem diversas técnicas de tratamento com hipnose e esta já é uma terapia muito utilizada um pouco por todo o Mundo.

Tente ser racional

A menos que esteja no meio do oceano ou num rio profundo e completamente sozinho, é que corre algum risco ao estar dentro de água! Estar numa piscina com os seus amigos ou estar na sua banheira não traz qualquer perigo à sua integridade física. Cada vez mais existem bebés a aprender a nadar e deve olhar para esses exemplos como um acréscimo de motivação para perder o medo. Se eles conseguem e são pequeninos, porque é que não consegue? Outro bom exemplo é dos cães, que nascem a saber nada e por instinto conseguem faze-lo sem a ajuda de ninguém! Com as ferramentas certas, nadar e estar em contacto com a água é algo perfeitamente normal!

 

Se mesmo depois de todas estas dicas não conseguir estar em contacto com a água e se isso prejudicar o seu dia-a-dia, o melhor conselho que lhe podemos dar é consultar um médico. Uma fobia é uma doença e como tal precisa de ser tratada antes que evolua de forma prejudicial. Procure ajuda e em breve conseguirá estar em contacto com a água de uma forma muito natural!




Recomendados Para Você:


Comente ou Deixe a sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *