Como deixar de ter mau hálito


Sofre muitas vezes de mau hálito? Gostaria de deixar de ter esse mau hálito? Já tentou vários métodos para deixar de ter mau hálito mas ainda assim não conseguiu? Leia aqui as nossas explicações e saiba como deixar de ter mau hálito.

Provavelmente já conviveu com alguém que sofre de mau hálito, ou até mesmo você já pode ter sido confrontado por alguém por não estar com um odor agradável vindo da sua boca. Mesmo que tenha uma boa higiene oral, o mau hálito muitas vezes não está relacionado com uma má higiene da boca. Até mesmo as pessoas que escovam os dentes após cada refeição podem sofrer de mau hálito.

Entre as várias causas que podem levar ao mau hálito, a diminuição de produção de saliva é a mais frequente. Essa diminuição da produção da saliva pode ser derivada do stress, da ansiedade, de medicamentos usados principalmente para emagrecer e medicamentos antidepressivos, um baixo consumo de água, radioterapia nas regiões da cabeça e pescoço de forma a afetar as glândulas produtoras de saliva (glândulas salivares), falar durante um período prolongado, etc…

Para além da quantidade de saliva, a qualidade desta também afeta o mau hálito. A saliva deve ser cristalina e aquosa, porque quanto mais viscosa for, mais facilmente as bactérias se alojam nela e na língua. Desta forma, os microrganismos que se instalem na boca, vão começar a reagir com as mucosas da boca e restos de comida existentes na boca, libertando gases de enxofre, que são os principais responsáveis pelo mau odor.

Alimentos que provocam máu hálito

Alguns alimentos, principalmente os ricos em enxofre, também podem levar ao aumento da produção desses gases. Entre esses alimentos destacam-se o alho, cebola, alcachofra, couve, repolho e brócolos. Um elevado consumo de alimentos ricos em proteína como a carne, ovos e leite também pode provocar um mau hálito, isto porque as bactérias responsáveis por libertar mau odor utilizam a proteína para transformar o nutriente em aminoácidos, libertando gases.

Porque acordo com mau hálito?

Quando se fica em jejum durante um longo período de tempo (como quando estamos a dormir), o nível de açúcar na corrente sanguínea desce e o organismo entra em hipoglicemia. Nesta altura, o nosso organismo precisa de recorrer às reservas de açúcar que estão no corpo (gordura), e começa a transformar essa gordura em açúcar para compensar a falta de açúcar. Durante esse processo, é produzido um gás de cheiro desagradável, que é expelido pela boca, levando a um mau hálito.

Um sabor estranho na boca significa que tenho mau hálito?

Não exactamente. Quando a produção de saliva baixa, as bactérias que são responsáveis pelo mau cheiro ainda não se instalaram, e então a pessoa começa a sentir um gosto desagradável na boca. Essa alteração de paladar é chamada de “disglesia” e não está relacionada com o mau hálito.

Pessoas mais idosas têm mais mau hálito?

As pessoas com mais idade, principalmente a partir dos 55 anos, começam a sofrer uma diminuição na produção de saliva. Para além disso, pessoas idosas consomem mais medicamentos, em que muito deles provoca uma diminuição na produção de saliva, provocando boca seca. Como já vimos neste artigo, boca seca é uma causa do mau hálito.

Então como posso deixar de ter mau hálito?

  • Evite ficar em jejum por longos períodos de tempo e coma regularmente
  • Beba no mínimo 1,5 litros de água por dia
  • Faça exercício regular
  • Evite a ingestão de bebidas que contribuam para uma boca seca
  • Diminua a ingestão de alimentos ricos em enxofre, proteínas e gorduras
  • Coma frutas ácidas (laranja, morango, kiwi, maçã, abacaxi), para aumentar a produção de saliva e limpar a língua
  • Mascarar chicletes para aumentar a produção de saliva
  • Não use colutórios que contenham álcool, pois promove a boca seca
  • Escove os dentes (e a língua) no mínimo 2 vezes por dia (de manhã e à noite)
  • Use elixir bucal regularmente
  • Mantenha a sua boca molhada. Se sofre de boca seca beba água constantemente
  • Se fuma, deixe de fumar (artigo relacionado)
  • Visite o seu dentista no mínimo uma vez de 6 em 6 meses

 




Recomendados Para Você:


Comente ou Deixe a sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *