Como deixar de tomar anti depressivos


deixar-de-tomar-anti-depressivos

Antidepressivos são medicamentos muito especiais que requerem um grande cuidado quando tomados! Têm vários efeitos secundários nada desejáveis e deixar de tomar estes medicamentos de um dia para o outro não é nada bom, principalmente para quem já está acostumado a tomar antidepressivos!

Quer deixar de tomar antidepressivos? antes de o fazer siga os conselhos que temos para si.

Os antidepressivos são medicamentos para utilizar só com indicação e prescrição do médico, para controlar situações de depressão caracterizados por situação de sintomas emocionais, como diminuição da capacidade de sentir prazer, perda de interesses pelas actividades sociais, tristeza, choro, ansiedade, sentimentos de culpa; situações de sintomas físicos, como fadiga, dores, distúrbios do sono e do apetite, perda de interesse sexual, queixas cardiovasculares e a nível do trato gastrointestinal; sintomas cognitivos, como redução da capacidade de concentração e memória diminuída para acontecimentos recentes; e distúrbios psicomotores como por exemplo agitação ou retardamento a nível psicomotor.

É considerado um caso de depressão, quando estão presentes 5 ou mais dos sintomas referidos, num período de 2 semanas.

Os antidepressivos, servem para tratar casos de depressão, através do alívio dos sintomas causados por esta doença. São medicamentos eficazes, que demoram no mínimo entre 15 a 30 dias para se fazer sentir o efeito do tratamento. Têm a vantagem de não perderem a sua eficácia quando usados por tempo prolongado e devem ser usados em doses e pelo tempo adequado, indicado sempre pelo médico. Estes medicamentos, não causam dependência, porém, algumas pessoas têm uma síndrome de depressão de forma crónica, o que indica que ficam dependentes dos antidepressivos para controlar os sintomas causados pela depressão.

Apesar de não causarem dependência, deixar de tomar este tipo de medicamentos de uma forma brusca, pode agravar a situação de depressão e causar a síndrome de abstinência, que é caracterizada por uma série de sintomas que ocorrem devido à interrupção do tratamento com antidepressivos.

Esses sintomas aparecem entrem 24 a 72 horas após a interrupção do tratamento e podem ser sintomas psiquiátricos, como ansiedade, insónia, irritação, choro e distúrbios de humor; Sintomas neurológicos e motores, como tonturas, falta de coordenação motora, dores de cabeça, tremores e alterações a nível da sensibilidade da pele; Sintomas gastrointestinais, como náuseas e vómitos; e sintomas somáticos, como fadiga, dores musculares, congestão nasal e calafrios;

Quanto maior for a duração do tratamento com antidepressivos, maior vai ser a probabilidade do aparecimento destes sintomas após a interrupção do tratamento.

Caso estes sintomas apareçam devido à paragem do tratamento dos antidepressivos, deve-se voltar a tomar os antidepressivos para aliviar os sintomas. Esse alívio começa-se a sentir nas próximas 24 horas após o reinício da toma dos antidepressivos.

Para evitar este tipo de sintomas, a interrupção dos antidepressivos, deve ser feita de forma gradual, através de “desmame”.

O desmame consiste em ir reduzindo a dose da toma do antidepressivo de forma a minimizar os efeitos que se sente após a interrupção do tratamento dos antidepressivos, ou seja, se está a tomar comprimidos de 25 mg e pretende deixar de tomar antidepressivos, deverá de passar a tomar apenas de 15 mg durante algum tempo, reduzindo para 10 mg, e ir reduzindo até deixar de tomar. Também há quem faça o desmame, tomando apenas 1 vez por dia, ou seja, se o tratamento estiver a ser feito com a toma de 1 comprimido de manhã e outro à noite, passam a fazer o tratamento tomando o comprimido só à noite.

O tratamento com antidepressivos, bem como o desmame deve ser feito apenas com a indicação do médico, seguindo sempre as suas instruções!




Recomendados Para Você:


7 Comentários

  1. Nanda silva diz:

    Tomo lítio a 6 anos,foi passado pelo psiquiatra após minha ter me levado a uma consulta da qual ela começou a falar para o médico um monte de besteiras sobre mim gostaria de saber como posso fazer o desmame deste medicamento tomo 3 comprimidos de 300mg cada, obrigado

  2. Juliana diz:

    Já tenho sete anos que vivo nessa situação agora ser eu ficar um dia, me cinto muito mal às vezes pra no hospital eu quero pra de tomar esse remédio. não aguento mais essa vida

  3. Fred diz:

    Uso o Exodus a mais ou menos uns dois anos de 15mg, achei muito estranho o desmame que o médico me indicou, tomar metade do comprimido por dia, tá correto isso?

  4. Valeria diz:

    Tomo alenthus 75mg durante 7 anos ha há um mês parei e agora estou mal de novo. Mudei de estado e meu novo psiquiatra mudou para daforin fiquei até com dor no peito daí voltei por minha cont tomE alenthus. Agora quis parar e fiquei mal. Será para a o resto da vida? Só preciso dessa resposta obrigada

  5. Leriuza diz:

    Oi tomo Olcadil a 20 anos pois desde quando passei a tomar quando era jovem perdi 7 kilos e nunca mais consequi recuperar já fiz academia como de tudo saudável mas sei que é por causa do Olcadil queria muito parar de tomar este medicamento ou trocar por outro como faço

  6. marlene oliveira silva diz:

    eu parei com o diazepan, quase morri mas venci, agora parei com o trofanil amitripitilina, estou sofrendo muito mas com fé em Deus vou vencer também..

  7. mateus alexandre diz:

    Ela pessoal ,sou Mateus Alexandre,tomo amitriptilina há mais ou menos 2 anos .parei de tomá-la e venho há vários e vários dias sentindo os sintomas causados pela interrupção da medicacao sensação de pressão na cabeça e dores de cabeca constante.mim ajudem!

Comente ou Deixe a sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *